Artigo

O joelho é uma articulação de transição entre dois grandes braços de alavanca, a articulação coxo – femural e a articulação do talo crural, qualquer alteração numa destas articulações pode afetar o joelho, independente de lesões previas na região. Ele precisa ter mobilidade articular e ser estável, o que nada mais é que um paradoxo, ser estável e móvel, por este motivo é uma articulação que tem muitas patologias.

É muito comum sentirmos dor na região do joelho. O quadro álgico pode ocorrer em qualquer idade, da criança na fase de crescimento, passando a adolescentes, jovens, adultos e idosos. Cada fase de desenvolvimento pré – dispõe tipos diferentes de lesões na região do joelho. Esta sintomatologia independe de gênero e pode acometer qualquer pessoa.

A dor no joelho, pode ocorrer por um trauma agudo ou crônico, pode ser associado a fatores internos (característica individual) e externos (meio ambiente, social, etc). O trauma agudo ocorre por quedas(fraturas), choque direto (ruptura de LCM, LCL, LCP), giros sobre o joelho (LCA, meniscos) e as lesões crônicas podem ser do tipo degenerativa (artrose, condromalácia) ou por overusing/overtraining (uso excessivo/sobrecarga de trabalho durante exercícios ou atividade física normal, tendinites, inflamação do coxim gorduroso, síndrome do trato ilio tibial)

As causas frequentes são multifatoriais, e podem acometer a região anterior, posterior, medial e lateral do joelho.

Dentro da avaliação física há fatores modificáveis e não modificáveis, ou seja, há parâmetros que a equipe multidisciplinar pode tratar e outras não. Por exemplo, não podemos modificar a idade da pessoa, se o indivíduo tem 66 anos, seu menisco também terá os mesmos 66 anos, enquanto que a fraqueza, inatividade ou superatividade muscular, bem como fatores biomecânicos, químicos, psicológicos podemos modificar para tratar.

 

Nas lesões por contato direto, não há muitas estratégias preventivas que possam ajudar num trauma desta balística e força. Contudo, ajustes na musculatura, ligamentos e capsula articular podem oferecer uma sobrevida ao joelho.

Em linhas gerais, a dor no joelho está associado a fraqueza do core, principalmente glúteo máximo e mínimo. Mas existem outros mil motivos para se associar ao quadro álgico, ou seja, procure sempre profissionais que possam lhe ajudar.

 

Aproveite para agendar seu atendimento

Roberto Trápaga Abib

Roberto Trápaga Abib

Graduado em fisioterapia pelo centro metodista IPA - Porto Alegre. Fisioterapeuta especialista em fisioterapia esportiva. Sonafe Sócio Sonafe (sociedade nacional de fisioterapia esportiva). Coordenador do Departamento de Fisioterapia do San Diego Rugby 2018, 2019. Coordenador do Departamento de Fisioterapia da Ultramarathon Extremo Sul 2016 - 2017. Fisioterapeuta do Grêmio Futebol Porto Alegrense – 2010-2016. Fisioterapeuta Master de 8 etapas da Copa Prime de JiuJitsu – 2015 - 2016. Fisioterapeuta Master das seletivas para o Mundial de JiuJitsu de AbuDahbi 2011-2014. Fisioterapeuta Traumato/Ortopédico e Esportiva da clínica CAF Fisioterapia - Porto Alegre. Pós graduado em Osteopatia - CBES. Ministra cursos e palestras na região sul do Brasil. Autor, co autor e orientador de trabalhos científicos. CREFITO5: 108918
×